MINISTRO DA SAÚDE NELSON TEICH PEDE DEMISSÃO

O substituto de Mandetta por indicação do presidente Bolsonaro pediu as contas nesta sexta após uma série de divergências com relação ao isolamento e o tratamento da doença através da cloroquina. 

Teich que assumiu o cargo no dia 17 de abril pede exoneração antes mesmo de completar um mês após o presidente desejar alterar o protocolo do SUS para aplicar a cloroquina antes mesmo do início de tratamento, mesmo sabendo que não há comprovação científica.


Bolsonaro em nota de esclarecer no Palácio da Alvorada disse que "seus ministros deveriam estar afinados com ele".
Antes mesmo deste decreto os eleitores do presidente já haviam atacado o ministro após causarem tumulto e aglomeração em protestos polarizados para abertura dos comércios na curva de contágio.

O problema só piorou após o executivo federal decretar abertura de serviços essências como salões de beleza e academias.




Blog Guilherme Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário