CONDIÇÕES TRABALHISTAS: FASH REV

O vestuário é a segunda categoria de produtos de maior risco para a escravidão moderna, onde 90% de seus trabalhadores não tem o direito de discutir sobre as suas condições trabalhistas e assalariada.


Tendo em vista a importância latente com o atual cenário pandemico de descontrução às expressões sobre "novos normais", pois justamente eram estes os fatores problemáticos do nosso sistema que ainda sim escraviza toda uma cadeia que mantém o "luxury" no topo e precariza as cotas abaixo.

Para que acidentes como Rana Plaza não venha derrubar mais 1.100 vidas e ferir outras 2.5000 ! É hora mais do que nunca de revolucionar os meios trabalhistas na indústria da moda através do setor têxtil exigindo soluções no slow fashion, valorizando o trabalhador bem remunerado e estabelecendo formas dignas de labor.


Pergunte: #quemfezminhasroupas • #doquesãofeitasminhasroupas e ative mas redes o Fashion Revolution Brasil !



Blog Guilherme Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário