ANALOGIA FASHION: 3% - NETFLIX

O que podemos absorver de moda na série 3% ?
Esta é uma resposta que encontrará nesta analogia.


A divisão entre mar alto e continente nos faz entender o desenvolvimento das tendências regionais herdadas dentre as diferentes classes sociais e financeiras da nossa atualidade. Como por exemplo o streetwear com as clássicas jaquetas e roupas oversized com tocas e a sobreposição de diversas camadas de tecidos e tamanhos diferentes, presentes no único traje da personagem Joana na série, especificamente no continente. Repara que os personagens do continente sempre usam roupas em tons terrosos, representando o clima da região. Diferente da paleta de cores do mar alto que representa sobriedade e tranquilidade.




Agora se olharmos para os looks do mar alto, verás os saltos balls, geométricos e a alfaiataria feminina da Michele.
Já o aparecimento das calças cargo se dá não só pela mesma personagem mas também nos looks militares do Rafael, já que na nossa vida real os bolsos cargos foram criados para dar utilidade ao porte de armas do exército britânico.




Historicamente falando.
Nem vamos falar das golas altas dos homens na série, pelo irmão da Michele que representa o novo olhar à masculinidade contemporânea, já que historicamente falando, as golas altas representam cuidado com a imagem pessoal.


Michele também veste acessórios sustentáveis, uma mega tendência atual das especiarias artesanais e os looks com peças de crochê, em especial no mar alto e na concha, lugares que prezam por seus valores ecológicos do casal fundador

E em uma linguagem fashion, a concha é igual a "economia circular".




@blogguilhermedias
@netflixbrasil
@3porcento

Blog Guilherme Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário